Quem pode ou quem deve ser operado?

Quem pode ser operado ou quem deve ser operado é um conceito ainda em construção. No começo do processo foram estabelecidas algumas diretrizes muito úteis e que tinham bases numéricas associadas a alguns critérios clínicos. É bem verdade que alguns desses critérios refletiam em parte a insegurança de um procedimento que ainda estava amadurecendo.

As bases resumidas desse processo de indicação de cirurgia são:

1)     Paciente com IMC acima de 40;

2)     Pacientes com IMC entre 35 e 40 com doenças associadas, como hipertensão arterial (HAS), diabetes, dislipidemia (alteração de colesterol e triglicerídeos), doenças osteoarticulares (artrose e hérnias de disco na coluna, lesões no quadril, no joelho, no tornozelo, etc.), apneia do sono, entre outras;

3)     Presença da doença há 5 anos e falha no tratamento clínico por período mínimo de 2 anos.

Para fazer o cálculo do IMC basta dividir seu peso em quilogramas pela altura ao quadrado (em metros). O número que será gerado deverá ser comparado aos valores da tabela IMC para se saber se você está abaixo, acima ou com seu peso ideal.

Por exemplo, se você pesa 60 kg e mede 1,67 m, você deve utilizar a seguinte fórmula para calcular o IMC:

IMC = 60 ÷ 1,67²

IMC = 60 ÷ 2,78

IMC = 21,5

imc

Related Posts

Convite especial para você
Palestra: O Obeso e a Cirurgia
DB Saúde no Mais Você da TV Globo.